Guarda Noturno Madeira

Paulo Alves - Zona 2, Sé / S. Pedro

A outra face dos Guardas Noturnos

Não descurando a vertente social que a atividade de guarda noturno tem, por inerência de muitos dos seus contribuintes serem de idade avançada, surgiu a ideia do Guarda Noturno Paulo Alves, no sentido de combater o isolamento, de efetuar um convívio mensal.

Com já vem sendo habitual desde o inicio deste projecto dos guardas noturnos aqui no Funchal esta iniciativa que se realiza uma vez por mês, quando a disponibilidade e a saúde das contribuintes assim o permite, que visa sobretudo dar mais apoio humano e social dado que estamos a falar de um serviço de proximidade com a população como é o nosso.

Trata-se de uma iniciativa do guarda noturno da zona 2 , que pode ser levada a cabo noutras zonas onde existam de fato pessoas idosas que beneficiam dos nossos serviços e que vivem em alguns casos literalmente sozinhas.

Ler mais: A outra face dos Guardas Noturnos

A crise afeta todos

Caros contribuintes;

Esta noticia vem no seguimento de outras onde o tema do comércio tradicional vem ao de cima.

Conjuntamente com este texto temos algumas imagens que comprovam que de fato os guardas noturnos aqui do Funchal não têm uma vida facilitada com muitas vezes erradamente se julga.

Isto é uma amostra do que tem vindo a acontecer principalmente e com mais acentuação desde Janeiro deste ano.

São uma média de 6 /8 lojas que estão a fechar todos os meses é certo que outras abrem mas estamos a falar de 2 ou 3 muitas vezes por mês consoante a zona onde estão inseridas, sendo que nem todas as novas lojas que abrem aderem ao serviço dos guardas noturnos.

Ler mais: A crise afeta todos

Vaga de furtos ou roubos no concelho do Funchal

Caros contribuintes;

Temos assistido últimamente a uma anormal vaga de furtos ou  roubos, ou pelo menos algumas tentativas, na zona baixa do Funchal em alguns casos em pleno dia, e até mesmo durante a noite.

Tomando como exemplo dois dos últimos casos vindos a público, através da comunicação social, (Diário Noticias), o roubo há algumas semanas atrás dos cacifos das funcionárias do restaurante Armazém do Sal (rua da Alfândega), e agora mais recentemente o roubo na rua dos Ferreiros, a uma retrosaria da respectiva caixa registadora, devo adiantar que os mesmos aconteceram durante a noite mas no primero caso por volta das 21.30, e no segundo caso já apôs as 7 horas da manhã, ainda de noite, mas num período fora do horário de referência que os guardas noturnos no concelho do Funchal praticam, e que é do conhecimento dos contribuintes que aderiram aos nossos serviços.

Esta situação, para mim guarda noturno aqui na zona 2 do Funchal, só vem valorizar mais o nosso trabalho no terreno, sinal de que pelo menos durante as horas em que estamos de serviço e complementando o serviço prestado pela Polícia de Segurança Pública, temos conseguido evitar muitas situações do género, não passando de fato de tentativas de furto ou roubo.

Justiça também deve ser feita ao facto de nestas duas situações, acima referidas, a Polícia de Segurança Pública ter resolvido ambas as  situações com sucesso.

Quero com isto dizer que acredito que as pessoas que aderiram aos nossos serviços não se arrependeram e têm dados que o comprovam, acho que só temos que valorizar muito e cada vez mais esta activdade (guarda noturno), dada a actual conjuntura que se vive.

Agradecimento ...

Caros contribuintes,

Aproveito esta oportunidade para agradecer públicamente às cerca de 3300 pessoas que já visitaram o site www.gnmadeira.com, até à data, o que vem reforçar e demonstrar que este projecto dos guardas noturnos é uma aposta ganha pelas entidades envolvidas a começar pela Câmara Municipal do Funchal e pela Polícia de Segurança Pública, em particular, e aos nossos contribuintes que continuam, felizmente, a confiar nos nossos serviços.

Apesar disso, é com alguma mágoa e tristeza que posso acrecentar que desde o inicio da nossa actividade, aqui no concelho do Funchal, mais concretamente na minha zona de actuação (zona 2), o qual estou mais à vontade para falar (mas penso que será geral), tem-se verificado algumas desistêncas do nosso serviço quer por encerramento dos respetivos estabelecimentos, como por consequência da diminuição de receita nos respectivos estabelecimentos.

Como tal, devo acrecentar e esclarecer, que desde o incio da nossa atividade no conselho do Funchal, temos casos de colegas que perderam 10,  15 ou mais contribuintes fruto da actual conjuntura.

Estamos a falar de valores significativos, a menos por mês, dado que teremos (assim espero ) a abertura de mais concursos para guardas noturnos noutros concelhos da ilha, como já foi amplamente noticiado em alguns orgãos de comunicação social (Camara de Lobos, Ribeira Brava, Calheta), acho importante divulgar esta informação a quem eventualmente pretenda um dia se candidatar á função de guarda noturno.

Há que ter muita flexibilidade, e andar constantemente no "terreno", durante o dia, e após uma noite de serviço, que nem sempre é fácil, para tentar de fato haja mais alguns contribuintes a aderir ao serviço de forma a compensar os que por um motivo ou outro desistem.

Estamos a falar na prática de efetuar o patrulhamento durante a noite nas 6 horas de serviço, e no dia seguinte a partir das 14:00/15:00 vir para o terreno tentar  angariar mais um ou outro contribuinte. Significa pelo menos mais 6 horas de trabalho, o que fazendo as contas, um guarda noturno trabalha muitas vezes pelo menos 12 horas por dia, 6 durante a prestação de serviço e outras 6 horas para ter contrbuintes para efectuar e sustentar a sua profissão.

Dai que para ser guarda noturno é preciso mesmo gostar do que se faz e ter muito orgulho na farda e nas funções que desempenha, como é o caso dos 12 colegas que neste momento desempenham funções quer no Funchal quer em Santa Cruz ou em Machico.

Esclarecimento a Zonas de Intervenção

Devido a algumas situações\duvidas relacionadas com a actividade de guarda noturno, nomeadamente relativas as suas zonas de atuação, devo esclarecer  que os guardas noturnos trabalham por zonas e como tal a sua actividade só pode ser exercida dentro da sua zona, estabelecida pela respectiva Câmara Municipal, salvo nos dias de folga e férias, em que em sua substituição um outro colega guarda noturno garantirá a vigilância.

Como tal quando surge um contribuinte interessado em obter os serviços do guarda noturno numa zona que não a sua de intervenção, dita o dever, o profissionalismo e a boa conduta que o guarda noturno deverá reencaminhar o contribuinte, cedendo eventualmente o contato, para o colega da zona em questão.

Ler mais: Esclarecimento a Zonas de Intervenção

Conselhos de Segurança

Com o intuito de melhorar a segurança e no sentido de alertar os cidadão para um conjunto de boas práticas no dia-a-dia que podem contribuir para a mitigação do risco de eventual ocorrência de criminalidade.

Apresento aqui alguns conselhos práticos e simples de seguir que contribuiem para o aumento de segurança:

  1. Não deixar as portas dos viaturas abertas
  2. Não deixar objectos de valor  visiveis dentro dos viaturas
  3. Evitar estacionar as viaturas em ruas mal iluminadas
  4. Não deixar as portas das entradas das casas\prédios abertas ou mal fechadas
  5. Certificar-se de que as portas e janelas estão bem fechadas ao sair ou ao fechar o estabelecimento

Esperamos com estes pequenos cuidados contribuir para maior segurança de todos.

Visitantes

505965
Foto 2011
Foto 2021

Contatos

Paulo Alves
Guarda Noturno
Madeira Portugal
Mobile: 927 254 576
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
www.gnmadeira.com

Parceiros